Super HiDefinition Trio

João Mortágua (Saxofone alto), Gonçalo Neto (Guitarra), Diogo Dinis (Contrabaixo)

Um trio de alta definição. Analógico em analogias. Sem recortes.

Nesta noite evocará-se as mais antigas memórias musicais dos mais recentes tempos, sem linha temporal, anacrónico.

As memórias não vividas dos intérpretes trarão lembranças aos que lá estiveram - em algum lugar e em alguma altura.

11-05-2017, Sexta-feira, 21:30

Demian Cabaud - Astah

Demian Cabaud (Contrabaixo e composição), Gonçalo Marques (Trompete), Xan Campos (Piano), Jeff Williams (Bateria), Iago Fernández (Bateria)

Este projecto é o sexto e mais recente álbum do Cabaud: “Astah”.

É uma experiência intensa e fresca onde as duas baterias abrem um gigantesco mar de possibilidades, tanto de dinâmica como de direcção, protagonizada pela experiência de uma verdadeira lenda do jazz - Jeff Williams.

As composições têm sempre aquele fator de abertura que caracteriza a música do Cabaud: espaço para que cada elemento expresse o seu ponto de vista e deixe gravada a sua personalidade, resultando numa música sempre fresca, que nunca se repete.

A essência desta música está enraizada no jazz tradicional, com muitos momentos livres / improvisados e um “cheirinho” de música tradicional Argentina.

O grupo teve várias apresentações no ano passado deste mesmo álbum editado pelo “carimbo“ porta-jazz.

20-04-2017, Sexta-feira, 21:30

Luis Lapa e Pé de Cabra

Luis Lapa (Guitarra), Filipe Teixeira (Contrabaixo), Acácio Salero (Bateria)

"Passada uma década, regresso com um novo disco, em trio e com dois grandes músicos e amigos.

Gosto de escrever música que tire todo o potencial dos seus intérpretes. Máximo de liberdade para um máximo de musicalidade. Com Luís Lapa na guitarra e composição, Filipe Teixeira no contrabaixo e Acácio Salero na bateria, o nome do trio “Pé de Cabra” não é mais do que uma “alusão àquilo que o grupo pretende: abrir portas e fronteiras entre variadíssimos géneros musicais, que é afinal a minha melhor definição”, conforme refere Luís Lapa.

10-03-2018, Sábado, 21:30

Renato Dias Trio

Renato Dias (Guitarra e Composição), Filipe Teixeira (Contrabaixo), Filipe Monteiro (Bateria)

Renato Dias apresenta com o seu trio uma seleção de composições originiais inseridas no primeiro disco intitulado Suspiro.

O disco visa conquistar ou reconquistar público na descoberta pelo prazer na audição do Jazz, quanto mais não seja pela desmistificação e quebra de preconceitos ou estigmas associados a este estilo musical. Uma mostra da musicalidade em contexto jazzístico e da música improvisada, explorando várias perspectivas do conceito de “Belo”.

O trio transporta-nos para ambientes contemplativos, sonoridades e harmonias delicadas contrastantes com ritmos revigorantes.

10-02-2018, Sábado, 21:30

MAP

Paulo Gomes (Piano), Zé Miguel Moreira (Guitarra), Miguel Ângelo (Contrabaixo), Acácio Salero (Bateria)

Críticas:

“Gran disco que forma un todo y que se entiende perfectamente si se va siguiendo el texto según se escucha…”
http://lahabitaciondeljazz.blogspot.pt/2015/12/map-cd-circo-voador.html

“Um caso mais do jazz fresco e com substância que se vai fazendo por estes dias no Porto…”
http://www.jazz.pt/ponto-escuta/2016/01/18/map-circo-voador-carimbo-porta-jazz/

Sinopse:
”O espectáculo começa mal…Roubaram os adereços do mágico (1)…e era o primeiro número da noite. Era importante começar com a delicadeza das cartas e lenços, o coelho e a cartola, mas também com a força da mulher serrada ao meio, sem piedade. Dois suspeitos: o malabarista (2), com as suas mãos ágeis e de fáceis trocas rítmicas com as massas, e o trapezista voador (3) que precisava de dinheiro para fugir com a sua velha paixão, a delicada e frágil equilibrista (4). E agora? casa cheia, e the show must go on! Os leões…podemos começar com os leões? Não, estão a comer e a jaula demora muito a montar. Mas há aquele gatinho, o gatinho que pensa ser uma fera (5), de olhar doce que fulmina, de som fino que estremece, e sonha brilhar sob o chicote do domador (6) – homem de grande porte e loucura. Entra o gato e a fera. O pequeno felino domina o circo até à entrada triunfal do palhaço pobre (7) (mentira, os palhaços são sempre ricos, mesmo os pobres) que mostra orgulhosamente o que encontrara no saco do contrabaixista da orquestra…. esse o verdadeiro culpado do desaparecimento da enigmática caixa do mágico (8).”

17-02-2018, Sábado, 21:30

Quarteto Rodong-4

Hugo Lopes (saxofone tenor), Nuno Trocado (guitarra), António Torres (bateria), Diogo Dinis (contrabaixo)

Num belo dia de verão, enquanto decorria o desempenho quartal na zona centro do país, ouviram-se tiros rasgados como supostos olhos que longe e perdidos nos montículos quase montanhescos se rebelavam. Assim nós entendemos!

13-10-2017, Sexta-feira, 22:30

Alexandre Coelho Quartet Idiosyncrasies

Gonçalo Moreira (Piano), João Cação (Contrabaixo), João Mortágua (Saxofone Alto), Alexandre Coelho (Bateria e Composição)

“Idiosyncrasies” é o terceiro disco de Alexandre Coelho Quartet.

Marca também a estreia do quarteto pelo Carimbo Porta-Jazz.

Depois dos discos “Saturday” e “Sunday” (Sintoma Records, 2015 e 2016) terem sido bem acolhidos pela crítica, com “Sunday” a integrar o Top 5 dos melhores discos de jazz português para o ano de 2016 na perspectiva da publicação JazzLogical, o quarteto mereceu também o prémio de Grupo Revelação na edição de 2017 da Festa do Jazz do São Luiz em parceria com a RTP.

13-01-2018, Sábado, 21:30

Combo de Jazz AMFV

Ramiro Entenza (Guitarra), Pablo Garrido Villaverde (Saxofone), Manuel Lisboa (Contrabaixo), Diego Hermoso Hernández (Bateria)

Passado um ano da sua estreia neste mesmo local, eis que o combo de Jazz da AMFV regressa à Quinta do Caminho com um repertório completamente renovado e mais ousado!

20-12-2017, Quarta-feira, 21:00

Wai Trio

Wilfried (Guitarra), Alex (Contrabaixo), Iago (Bateria)

W(ilfried)
A(lex)
I(ago)

Um trio onde se digladiam tessituras: soam arames e cantam tambores.

30-11-2017, Quinta-feira, 21:00

João Mortágua, Carlos Azevedo e Tó Torres

Carlos Azevedo (teclado), João Mortágua (saxofone), Tó Torres (bateria), Diogo Dinis (contrabaixo)

Por baixo dos dedos a precisa afinação cromática tempera-se com os destemperados bufos e cordas bêbadas apoiadas por pratos estalados e timbalões surdos.

Venham ouvir o que foi através dos olhos do que é!

29-09-2017, Sexta-feira, 22:30

MATrio

Miguel Ângelo (contrabaixo), João Guimarães (sax), Marcos Cavaleiro (bateria)

Miguel Ângelo parte numa nova aventura, desta vez, em trio e sem instrumento harmónico. Acompanhado por João Guimarães no Sax e Marcos Cavaleiro na Bateria, propõem-se a tocar música original, composta especificamente para este trio, ou standards, onde o objetivo será sempre procurar novos caminhos, já por si diferenciados pelas características do próprio trio.

15-09-2017, Sexta-feira, 22:30

Quarteto do Eixo

Diego Alonso (saxofone), David Puime (bateria), Ricardo Moreira (piano), Diogo Dinis (contrabaixo)

O Quarteto do Eixo do Jazz é uma nova proposta musical nascida ao abrigo desta nova associação que pretende fomentar o género musical e oferecer uma plataforma de conexão e partilha aos músicos nos diversos territórios da Galiza e Portugal.

A sua proposta está baseada em composições originais e arranjos de temas de compositores de jazz moderno e contemporâneo.

01-09-2017, Sexta-feira, 22:30

MATH Trio

João Mortágua (saxofones), Diogo Dinis (contrabaixo), Pedro Vasconcelos (bateria)

Esferas que habitam para lá da louca aritmética
E desafiam gramáticas enquanto desfiam métrica
Formam o lustre mais ilustre
Deste novo casario.
É mate de coco e um Trio.

18-08-2017, Sexta-feira, 22:30

João Guimarães Trio

João Guimarães (saxofone alto), Nuno Trocado (guitarra), Diogo Dinis (contrabaixo)

Pintores de melodias. Escultores de harmonias. Escritores de sons. Através dos moldes serigráficos dos standards, este trio leva até os seus ouvintes uma irrepetível visão sobre canções e obras que marcaram épocas.

04-08-2017, Sexta-feira, 22:30

Fernando Sanchez Quarteto

Fernando Sánchez (saxofone), Yago Vázquez (piano), Diogo Dinis (contrabaixo), Iago Fernández (bateria)

Fernando Sanchez é um saxofonista Galego a viver em Amesterdão. Estudou música clássica na sua terra natal, licenciou-se em Jazz na ESMAE, e, actualmente encontra-se a concluir o mestrado em Amesterdão.

Para além de líder do seu trio e quarteto, tocou com a Jazz Orchestra de Concertgebouw, New Cool Collective, Virxilio da Silva Quartet, Paco Charlin Quartet, Jerry Gonzalez, Natanael Ramos Quintet, Marcos Pin Nonet, The Temptations, The Four Tops and José James entre muitos outros.

Em 2012 foi convidado como solista pela Orquestra de Jazz de Matosinhos para tocar obras de Carlos Azevedo e Pedro Guedes na fundação Calouste Gulbenkien em Lisboa.

Ganhou prémio de melhor solista e melhor banda no festival do São Luiz em 2009.
Ganhou o segundo prémio com o colectivo SV em 2011 no prémio Jovens Músicos.

Discografia:
• Pol Belardi Urban Voyage 2016(Unit Records)
• Carlos López Mandala 2016 (Jazz Activist)
• BvR Flamenco Big Band Jaleo Holandés 2015(Live in Europe - Amstel Records)
• Foxy Freire Mongoose Tree 2015(Free Code Jazz Records)
• BFlecha Beta 2013 (Arkestra Discos)
• Coreto Porta Jazz Aljamia 2012 (Carimbo Porta Jazz)
• Xacobe Martínez Antelo Jazz From Galiza! 2010 (Free Code Jazz Records)
• BvR Flamenco Big Band Luz de Luna 2017 (Karonte Records)

21-07-2017, Sexta-feira, 22:30

José Pedro Coelho Quarteto

José P. Coelho (sax tenor), João Grilo (piano), Demian Cabaud (contrabaixo), Marcos Cavaleiro (bateria)

José Pedro Coelho traz-nos as suas composições para serem levadas a cabo por músicos que procuram entre si um diálogo permanente e sempre novo, tomando a improvisação como o principal ponto de partida para as suas formas de expressão.

7-07-2017, Sexta-feira, 22:30

Nuno Trocado Quarteto

Nuno Trocado (guitarra e electrónica), José Soares (sax), Diogo Dinis (contrabaixo), Pedro Alves (bateria)

Nuno Trocado é um guitarrista e compositor ligado ao Jazz, em cruzamento com outras constelações musicais contemporâneas. Estudou na Escola de Jazz do Porto, onde também foi professor, e concluiu a licenciatura em guitarra Jazz na Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo. É agora mestrando em Composição e Teoria Musical na mesma instituição. Faz parte do colectivo Pãodemónio e participa noutros projectos destacados da cena portuense.

23-06-2017, Sexta-feira, 22:30

Mané Fernandes Trio

Mané Fernandes (guitarra), Filipe Louro (contrabaixo), Pedro Vasconcelos (bateria)

Mané Fernandes apresenta-se em trio com a secção rítmica do seu primeiro disco "BounceLab" (Porta-Jazz 2014) e do seu mais recente projecto "The Mantra of the pHat Lotus", ainda por ser lançado.

Propõe-nos uma viagem honesta e exploratória de Música improvisada que bebe do Jazz, da improvisação livre, dos ritmos do Mundo e da música electrónica.

09-06-2017, Sexta-feira, 22:30

A Incerteza do Trio Certo

António Pedro Neves (guitarra e composição), Diogo Dinis (contrabaixo), Miguel Sampaio (bateria)

A incerteza do trio certo. A incerteza de um certo trio. A certeza de um certo frio. O frio incerto do trio. A certeza do trio. Frito.

Este trio tem como única certeza a vontade de fazer música sem pretensão alguma.

19-05-2017, Sexta-feira, 22:30

Quarteto Demian Cabaud

Demian Cabaud (contrabaixo), Ricardo Formoso (trompete), Xan Campos (piano), Iago Fernandes (bateria)

A evidência fotográfica da presença de um encantador quarteto de Jazz, precisamente o de Demian Cabaud, que marcou o começo de uma nova jornada de concertos jazzísticos em Cerdal, Valença e maravilhou o público com composições tanto suas como de outros ilustres compositores.

Agradecemos a Demian Cabaud, Ricardo Formoso, Xan Campos, Iago Fernandes, e a todos os que cá estiveram a sua enriquecedora presença que certamente não cairá em esquecimento.

05-05-2017, Sexta-feira, 19:30